Alt

Como devo lidar com meu Pet filhote?

Postado dia 18 de agosto de 2016 por



É comum que muitas dúvidas apareçam quando temos um filhote em casa. Como cuidar? Quando vacinar e vermifugar? etc. Primeiramente, é importante que o tutor pense no seu filhote como um filho. Assim, é preciso ter em mente que o Pet precisará de uma ótima alimentação, uma boa vermifugação e receber todas as vacinas necessárias.

A alimentação deve ser mantida com rações que possuam pouco corante e conservante (o excesso desses elementos pode causar, por exemplo, problemas de pele), pois tem alto valor de digestibilidade (ou seja, o que o Pet come, quase 100% é absorvido pelo organismo) e produzem fezes pequenas e com pouco odor. A ração mais adequada para a raça e idade do seu amigo deve ser sempre indicada pelo médico veterinário.

Vermifugação é o ato de dar o remédio de verme para o seu Pet. Em filhotes, o vermífugo pode ser dado a partir dos 20 dias de nascido, e deve ser repetido uma vez por mês até os sete meses de idade, e, então, deve-se dar o reforço da dose a cada quatro meses. Isso porque, como uma criança, seu filhote é curioso e gosta de investigar o ambiente. Os pequenos Pets tem a mania de morder tudo o que encontram pela frente, como sandálias, gramas, sujeiras e ainda “brincam” com baratas e formigas. Tudo isso pode causar ingestão de ovos de vermes. Por isso a vermifugação é importante. A medicação e dosagem corretas do vermífugo são prescritas de acordo com a idade e o peso do Pet, por isso a consulta com o veterinário é fundamental para garantir que esse procedimento seja eficaz.

Lembre-se que os filhotes de gatos são mais vulneráveis que os filhotes de cachorro. Os bichanos precisam de uma atenção especial. É recomendado que só separe o filhote da mãe após oito semanas, quando o gatinho começa a imitar os hábitos da mamãe e já come ração e bebe água sozinho.

Faça a introdução do leite e da ração mais úmida somente após, no mínimo, três ou quatro semanas de vida. O filhote deve desmamar aos poucos pois o Pet só consegue manter-se com uma refeição ao dia depois dos seis meses. Dos dois aos seis meses eles precisam de, pelo menos, três refeições ao dia. Antes disso as refeições devem ser feitas em pequenas quantidades, várias vezes ao dia, pois o estômago dos gatinhos é muito pequeno. A substituição de alimentos deve ser feita de forma gradual e orientada pelo veterinário, pois o Pet deve ter uma alimentação tão nutriente quanto o leite materno.

Reserve um espaço para a caixinha com areia higiênica para o Pet fazer as suas necessidades e troque a areia toda semana.

Por fim, não se esqueça da vacinação. Não procure vacinas baratas e não permita que balconistas realizem esse procedimento. Para que seu Pet receba uma vacina de qualidade, que garanta a sua saúde e de toda a família, procure o médico veterinário. Em filhotes a vacinação pode começar após a vermifugação. Existem vacinas que podem ser aplicadas com 30 dias de nascido, porém o protocolo mais famoso é começar com 45 dias de vida.

Fonte de informações: http://portaldodog.com.br/cachorros/filhotes-cachorro/saude-filhote-cachorro/cuidados-com-os-filhotes-e-vacinacao/

http://www.cachorrogato.com.br/gato/filhotes-gatos/