Alt

Meu Pet enjoou da ração: O que fazer?

Postado dia 27 de agosto de 2018 por



Será que os Pets realmente enjoam da ração que comem no dia a dia? De acordo com especialistas, ao contrário de nós, humanos, os cães não precisam variar o cardápio, desde que comam um alimento completo e balanceado. Mas, então, por que em alguns momentos o Pet simplesmente não quer comer? Um dos motivos da falta de apetite do Pet pode ser o próprio tutor. Apreensão, angústia, saiba que seu amigo peludo pode estar querendo chamar a sua atenção para pedir um petisco saboroso ou simplesmente para ganhar um carinho extra. Outro motivo pode ser alimentação em excesso, ou seja, a porção servida pode estar sendo demais, então o Pet come e mesmo assim sobra comida.

Fique atento aos petiscos, pois ao ganha-los com frequência, o cãozinho fica com o “apetite caprichoso”, não querendo mais aquela ração “chata”.

Evite as trocas de ração. Ao entrar em contato com uma comida nova, o Pet passa pelo chamado “efeito novidade” e vai comer avidamente a nova ração por umas duas semanas. Quando esse efeito passar, e o Pet voltar a comer normalmente, você trocará mais uma vez a ração, achando que seu cão já está enjoado de novo. Só que não!

Um último aspecto que pode afetar a alimentação do seu Pet é a área de defecação muito próxima dos potinhos de comida. Afaste os potinhos dessa região e observe a melhora.

Para ajudar os tutores nesse caso, especialistas recomendam criar o hábito de servir a ração em horários fixos, três vezes por dia para filhotes e duas vezes para cães adultos. Sirva a ração ao Pet, aguarde entre 15-30 minutos e retire, mesmo que ele não tenha comido. Se o coração amolecer, tente mais uma vez depois de 10 minutos. E depois, somente na próxima refeição. E atenção! Não ofereça petiscos com frequência e nem perto da hora da comida. Experimente também servir uma porção menor ou somente alguns grãozinhos.

A alimentação natural é uma ótima alternativa, desde que você recorra a empresas especializadas e a um veterinário nutricionista. Busque produtos certificados, balanceados e completos. Toda troca de alimentação requer atenção especial do tutor. Caso haja enjoos, amolecimento de fezes ou o Pet fique mais de 2 dias sem comer, leve seu mascote imediatamente ao veterinário.

Seja persistente e não ceda à “fofura” Pet. A alimentação também é um exercício de adestramento.

Saiba mais em: http://portaldodog.com.br/cachorros/alimentacao/meu-cachorro-enjoou-da-racao-o-que-faco/

#AlimentaçãoPet #SaúdePet #EspecialPets