Alt

Estima Cancer Care (Oncologia)

Postado dia 13 de junho de 2016 por



O Estima Cancer Care é um dos principais centros de Diagnóstico e Tratamento do câncer em animais em nosso país, e é coordenado pelo Prof. Dr. Lucas Rodrigues, que tem se dedicado ao tratamento dos pacientes oncológicos há mais de 12 anos.

Este centro de referência oferece o que há de mais moderno no tratamento oncológico aos pets, combinando tecnologia diagnóstica, inovação terapêutica e toda a atenção e cuidado que os pacientes e toda a família precisam.

Por meio de parcerias com empresas de desenvolvimento e pesquisa, os pets têm acesso a novas alternativas no combate ao câncer, sempre focando no controle da doença e na qualidade de vida dos pacientes.

Dr. Lucas Rodrigues e Equipe

O Dr. Lucas Rodrigues tem se dedicado ao cuidado do paciente oncológico desde 2001. Ainda durante sua graduação, iniciou um trabalho para avaliar os benefícios da quimioterapia e imunoterapia nas cadelas com neoplasia mamária. Essa experiência foi suficiente para deixá-lo extremamente envolvido com o assunto, e com os desafios desta doença.

“Meu interesse pela oncologia só aumentou ao longo dos anos. Embora o câncer seja uma doença devastadora, o compromisso em controlá-lo e melhorar a qualidade de vida dos pacientes me motiva diariamente. Além disso, ainda estamos muito longe de entender todos os mecanismos do desenvolvimento da doença, e formas mais efetivas de tratamento são esperadas por todos. Neste sentido, durante a minha carreira, sempre associei a oncologia clínica ao trabalho de pesquisa e desenvolvimento de novas opções para o tratamento dos pacientes.”

Após o termino da graduação, o Dr. Lucas ingressou no Programa de Mestrado no Laboratório de Patologia Experimental e Comparada da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo. Durante os 2 anos do Mestrado, ele pode aprender e estudar as bases do processo de desenvolvimento tumoral, e entender a complexidade da doença.

Mesmo assim, ele sempre combinou os estudos acadêmicos com o cuidado e tratamento do paciente oncológico. Com o término do Mestrado, começou as atividades de Doutorado no Departamento de Clínica Médica da mesma universidade. Durante os 4 anos do programa, solidificou importantes conceitos sobre a clínica médica direcionada ao paciente oncológico.

“Nossos desafios eram diários em controlar o câncer em cães e gatos. Desafios esses, que eram recompensados ao ver os animais retomando a vida normal e a alegria dos proprietários com o resultado do tratamento.”

Em junho de 2010, ainda durante o Doutorado, deu início as atividades do Estima Hospital Veterinário, que proporcionou a população da Taubaté-SP e região um conceito especial e diferenciado no tratamento de cães e gatos. Focado na qualidade do atendimento e alta capacidade técnica, o Estima Hospital Veterinário funciona 24 horas, e conta com uma equipe multidisciplinar para oferecer o que há de melhor aos animais. O Estima Cancer Care é uma
divisão do Estima Hospital Veterinário, devido à crescente demanda dos casos de pacientes oncológicos, que necessitam de tratamentos exclusivos e diferenciados.

“Apesar dos avanços da Medicina Veterinária nos últimos anos, o câncer ainda é uma das principais causas de morte dos animais. E é por isso que continuo me dedicando a pesquisa para o avanço da ciência com o objetivo de aumentar o conhecimento da célula tumoral e desenvolvimento de novas terapias.”

Desde 2012 o Dr. Lucas associa as atividades do Estima Cancer Care ao trabalho de pesquisa na Universidade de Wisconsin, na cidade de Madison – Estados Unidos. Na Universidade americana, ele trabalha na investigação de resistência tumoral, “Tumor Initianting Cells” e “Wnt Siganling”, mecanismos essenciais para a formação e crescimento do tumor. O objetivo é identificar os mecanismos de desenvolvimento da célula tumoral e estabelecer terapias para bloquear esse processo.

Prof. Dr. Lucas Rodrigues

Pós-Doutorado na University of Wisconsin-Madison, EUA.
Doutor em Clínica Médica pela FMVZ-USP, Universidade de São Paulo.
Mestre em Ciências/Laboratório de Oncologia Experimental – Faculdade de Medicina
Veterinária da Universidade de São Paulo – USP.
Diretor Social da Associação Brasileira de Oncologia Veterinária.
Member of Veterinary Cancer Society.

 

Dra. Mirtes Martins

Pós graduando em Oncologia Veterinária pela Universidade Anhembi Morumbi -São Paulo

A equipe do Estima Cancer Care é ainda reforçada por profissionais especializados em Oncologia Veterinária que, junto ao Dr. Lucas Rodrigues, trabalham para promover o melhor tratamento aos pacientes.

Os primeiros passos na luta contra o câncer

A conclusão diagnóstica do tipo de câncer é extremamente importante na decisão de qual tipo de tratamento o paciente deve receber. Mas, além disso, precisamos saber qual o grau de agressividade do tumor (o grau de diferenciação) e o estadiamento clínico da doença, ou seja, precisamos saber quais os órgãos foram acometidos pelo tumor. A seguir serão descritas algumas técnicas que utilizamos para o diagnóstico no Estima Cancer Care:

Citologia Aspirativa: A punção aspirativa é uma técnica simples e rápida. Pode ser realizada para coletar material de formação externa como pele e subcutâneo, e formação na cavidade torácica e abdominal. É um exame de triagem, mas, importante por trazer rapidamente informações diagnósticas.

Biópsia: É um exame essencial para os tumores. Pode ser realizada em pele e ou subcutâneo com anestesia local utilizando o Punch ou bisturi. A biópsia para as neoplasias torácicas e em abdômen pode ser feita de forma tradicional (através da laparotomia ou toracotomia), ou na forma de biópsia fechada utilizando o trucut guiado por ultrassom.

Radiografia: Utilizada para avaliar as alterações torácicas primárias ou secundárias ao câncer.
É um exame essencial para avaliar metástases pulmonares, geralmente realizado em 3 posições do tórax.

Ultrassonografia: Exame muito utilizado para avaliar as alterações abdominais primárias ou secundárias ao câncer, principalmente tumores hepáticos, esplênicos, renais, intestinais, em bexiga e outros.

Tomografia: Exame que produz imagens com grande clareza de qualquer parte do corpo dos animais, permitindo avaliar a extensão do tumor e órgãos acometidos. É um exame importante no estadiamento tumoral e para avaliar a possibilidade cirúrgica de algumas neoplasias.

Imunohistoquímica e Biologia Molecular: São exames utilizados para estabelecer diagnóstico preciso de neoplasias pouco diferenciadas ou para trazer informações prognósticas, a partir da identificação de proteínas e genes específicos de cada tipo tumoral. Geralmente são realizados como tecido tumoral. Esses exames permitem uma terapia mais direcionada e específica ao paciente, e são cada vez mais frequentes na rotina oncológica.

Punção de Medula Óssea: Avalição da celularidade da medula óssea do paciente com objetivo diagnóstico ou de estadiamento. Muito utilizado nas neoplasias hematopoiéticas.

Tratando o seu Pet

O tratamento do câncer nos animais vem se concretizando na última década em paralelo ao tratamento oncológico em humanos, mas mantendo algumas importantes diferenças. Uma delas está relacionada ao objetivo principal da terapia. Em humanos, muitos casos são curados e as pessoas tratadas vivem por muito tempo. Por essa razão, o tratamento do câncer em humanos é agressivo e as pessoas podem ter efeitos colaterais importantes. Nos animais, o
tratamento está direcionado em aumentar o tempo de vida com qualidade e conforto. O controle tumoral ou remissão da doença é o objetivo do tratamento. A intenção é conseguir a remissão clínica completa da doença, ou fazer com que o animal tenha uma vida muito próxima do normal, sem as consequências diretas do tumor.

Para a maior parte dos tumores, o tratamento inicia-se com a cirurgia. Após a remoção cirúrgica, o oncologista irá avaliar a margem de segurança, o potencial de recidiva local e as chances de metástase a distância. Baseado nessas informações, o oncologista poderá recomendar terapias complementares como a quimioterapia, imunoterapia, terapia alvo ou radioterapia. Os pacientes com tumores que não são passíveis de cirurgia, podem se beneficiar
da terapia de controle local e de metástases. A quimioterapia é frequentemente associada ao tratamento oncológico e indispensável no tratamento das neoplasias hematopoéticas.

Tipos de Tratamento

Cirurgia: A remoção cirúrgica do tumor é muito comum para tumores sólidos. Pode ser utilizada para os tumores de tecido mole ou tumores ósseos. O tratamento cirúrgico pode ser curativo, e deve ser realizado o quanto antes para aumentar a chance de sucesso.

Quimioterapia: Realizada através da aplicação de fármacos com o objetivo de controlar o crescimento dos tumores. A quimioterapia e a cirurgia são as modalidades terapêuticas mais importantes na oncologia veterinária. É utilizada nos animais que desenvolvem câncer em diferentes partes do organismo ou nos casos em que o câncer apresenta alta taxa de metástase. Muitos cânceres são responsivos aos quimioterápicos (80%), enquanto outros não apresentam respostas positivas. Dependendo do tipo de câncer, diferentes fármacos poderão ser utilizados. As medicações podem ser administradas na forma de comprimido ou cápsulas, podendo ser aplicadas pelo acesso venoso ou ainda intra-lesional. A quimioterapia, na maioria das vezes, é associada a outras terapias tais como cirurgia, imunoterapia, radioterapia, entre outras.

Imunoterapia: O tratamento contra o câncer é baseado na estimulação do sistema imunológico utilizando substâncias capazes de reagir com as células do sistema imune do paciente, estimulando a produção de anticorpos e ativando células como macrófagos e linfócitos NK, capazes de identificar e matar as células neoplásicas. A imunoterapia contra o câncer foi considerada o “Avanço do Ano” pela revista Science em 2013, pois permitiu que pacientes em estágios avançados da doença sobrevivessem por mais tempo. Na Medicina Veterinária, a imunoterapia ainda está na sua fase inicial de pesquisa e aplicação, mas já tem beneficiado muitos pacientes.

Terapia Alvo: É considerada a terapia mais nova contra o câncer. Baseia-se no uso de medicações que agem em vias específicas na célula cancerosa evitando sua proliferação descontrolada ou promovendo a morte delas. Atualmente, o masitinib e o toceranib foram aprovados pelo FDA (U.S. Food and Drug Adminsitration) para o uso em mastocitoma em cães.
Estudos recentes tem mostrado a eficácia desses dois fármacos em outros tipos neoplásicos.
Os resultados são interessantes e têm beneficiado muitos animais.

Eletroquimioterapia: É uma modalidade que combina a ação dos fármacos antineoplásicos com a eletroporação das células neoplásicas, através da aplicação de pulsos elétricos de alta voltagem em um espaço curto de tempo. A eletroporação celular permite que os fármacos consigam entrar e matar as células tumorais. É uma terapia utilizada para controle local das neoplasias, principalmente nas regiões de difícil acesso cirúrgico.

Radioterapia: Consiste na utilização de radioterapia para matar e controlar a proliferação das células neoplásicas em áreas específicas. Essa técnica pode controlar vários tipos de tumor e manter uma boa qualidade de vida aos pacientes. Os animais apresentam boa tolerância a radiação. Em alguns países a radioterapia é amplamente utilizada, no Brasil a radioterapia está em desenvolvimento e em pouco tempo será amplamente utilizada.

Novas Terapias & Estudos Clínicos

O desenvolvimento de Estudos Clínicos e Pesquisa Translacional têm permitido que novos tratamentos, medicações e técnicas sejam disponibilizadas para os pacientes de forma mais rápida e efetiva. O Estima Cancer Care é responsável pelo desenvolvimento de Estudos Clínicos nos pacientes oncológicos em parceria com universidades e empresas farmacológicas, permitindo que os pacientes tenham acesso a novos tratamentos e medicações principalmente para doenças cujo tratamento tradicional apresenta pouco resultado. É uma esperança a mais aos proprietários e seus pets na luta contra o câncer.

Segurança em primeiro lugar

Antes de iniciar qualquer Estudo Clínico, este deve ser aprovado por um Comitê de Pesquisa Bioética, relacionado a uma instituição de ensino ou a instituição responsável por desenvolver a nova terapia. As novas terapias somente serão aprovadas e recomendadas para o tratamento de cães e gatos após a realização de diversos estudos pré-clínicos comprovando sua eficácia e segurança.

Vantagens para os pacientes e clientes

Os pacientes que participam dos Estudos Clínicos recebem o tratamento completo com a realização de vários exames laboratoriais e de imagem praticamente sem custo. Os tratamentos preconizados não serão prejudiciais aos animais, e, caso algum paciente apresente algum sintoma diferente do esperado, o tratamento é imediatamente interrompido.

Todos os tratamentos preconizados têm base científica e já foram aprovados em estudos anteriores tendo, portanto, grande chance de melhorar a saúde do animal.