Alt

Diagnóstico por Imagem (Ultrassonografia e Radiologia)

Postado dia 13 de junho de 2016 por



ULTRASSONOGRAFIA

A ultrassonografia abdominal é um método diagnóstico por imagem segura, indolor, não invasivo e não ionizante, que permite o estudo dos órgãos parenquimatosos quanto à posição, dimensões, forma, contornos, vascularização, ecogenicidade e arquitetura, e avaliar os órgãos cavitários quanto à espessura e condições da parede, tipo e quantidade do conteúdo. A avaliação de estruturas mineralizadas e com gás tem a sua avaliação prejudicada.

O exame de ultrassonografia pode ter várias indicações, entre elas: aumento de volume abdominal, massas abdominais, pesquisa de metástases, suspeita de nefropatias, linfonodomegalias, processos obstrutivos, cálculos vesicais, piometra e cistos ovarianos, ascite, avaliação da próstata e dos testículos e diagnóstico precoce de gestação e avaliação da viabilidade fetal.

Para o exame ultrassonográfico abdominal é ideal que o animal passe por um preparo que consta de: jejum alimentar de 6 a 8 horas, evitar que o animal urine de 1 hora a 2 horas antes do exame; fornecer água à vontade e evitar que o animal consuma leite e derivados, devido à formação de gases.

RADIOLOGIA

A radiologia é um método de diagnóstico que auxilia o clínico na escolha da conduta a ser adotada ao paciente.

Em medicina veterinária, o exame radiográfico é o principal método de imagem utilizado no esclarecimento de diversas enfermidades que acometem os animais de companhia, principalmente se tratando em afecções dos sistemas osteoarticular e cardiopulmonar.

Na avaliação das estruturas em cavidade abdominal, o exame ultrassonográfico tem maior capacidade diagnóstica, porém a radiologia pode fornecer informações adicionais através de uma imagem panorâmica do abdômen, sendo muito útil em cálculos radiopacos, herniações, obstruções intestinais, ingestão de corpos estranhos radiopacos, contagem de fetos na gestação (com mais de 40 dias em cães e gatos), entre outros.

No exame radiográfico é possível a avaliação das estruturas de acordo com as alterações de contorno, posição e opacidade (podendo-se distinguir cinco tipos de radiopacidade: gás, gordura, líquido/tecidos moles, osso e metal).

O exame radiográfico contrastado, com contrastes iodados ou de bário, é utilizado com o objetivo de se obter uma melhor imagem de estruturas que apresentam pouca definição no exame simples, sendo eles: esofagograma, trânsito gastrointestinal, enema contrastado, urografia excretora, uretrocistografia e mielografia.

Na realização de exame radiográfico simples não é necessário nenhum preparo especial do paciente, a menos que haja a necessidade de sedação do animal em que o jejum alimentar e hídrico é solicitado.

A Radiologia Digital Computadorizada (CR) substituiu os filmes radiográficos e o processo de revelação química por placas sensíveis que transmitem a imagem para um computador que permite melhorar a imagem numa tela, modificando as qualidades ópticas para melhor avaliação, reduzindo o número de repetições do exame (menos stress e manipulação para o paciente e menos exposição de todos à radiação).

O Estima está preparado tecnologicamente para realizar diagnósticos com precisão e qualidade.